segunda-feira, 20 de junho de 2016

Núcleo de extensão e prática profissional do Campus São Paulo do Potengi lança edital


A Comissão Organizadora do Escritório modelo do Núcleo de Extensão e Prática Profissional – NEPP do Campus São Paulo do Potengi do IFRN, com a anuência do Diretor-Geral em exercício, Professor Rodrigo Vidal, divulgou na tarde desta segunda, 20 de junho, a abertura das inscrições do concurso para escolha de seus bolsistas, além do nome fantasia e logotipo que representará o Núcleo. Regulamentadas pelo Edital nº 9/2016, as inscrições seguem até o próximo dia 28.

O Núcleo de Extensão e Prática Profissional será um escritório modelo que produzirá diversas atividades relacionadas ao profissional de Edificações (levantamentos topográficos, projetos arquitetônicos, complementares, proposição de reformas, orçamento) para a comunidade e funcionará com a participação de dois bolsistas. O estudante interessado deverá inscrever-se preenchendo o formulário disponível AQUI no período de 20 a 26 de junho de 2016.

Já para a escolha do Nome Fantasia, a página a ser preenchida está disponível AQUI, com prazo de inscrição de 20 de junho a 11 de julho de 2016. O recebimento dos trabalhos inscritos para logotipo do escritório também tem o mesmo prazo do Nome Fantasia, mas deverá ser feito por via física, conforme detalhes específicos do Edital.

Para Gabriela Bruno, integrante da Comissão que institui o NEPP,
a iniciativa aliará teoria e prática em benefício da sociedade



Voltado para os discentes do próprio Campus, a participação em todos os itens do concurso será individual, podendo haver inscrição em mais de uma modalidade do concurso. O resultado final da seleção de bolsistas está previsto para o dia 08 de julho de 2016.

Para Gabriela Bruno, professora do curso de Edificações do Campus são Paulo do Potengi e uma das responsáveis pela instalação do NEPP no IF/SPP, a iniciativa busca despertar a vocação profissional, estimulando a formação de profissionais no ramo da construção civil, além da prestação de serviços à comunidade. Segundo ela “em muitas cidades do interior obras são realizadas sem a elaboração de projetos, desrespeitando as boas práticas. O Núcleo vem para aliar conhecimento teórico à prática, trazendo benefícios à comunidade pois há uma demanda nas obras realizadas na cidade. ”







Nenhum comentário:

Postar um comentário