quarta-feira, 4 de maio de 2016

IFRN – Campus São Paulo do Potengi realiza sua primeira formatura



“Foram dois longos anos”. “Foram noites insones e tardes de concentração forçada”. “Foram viagens diárias e incertas”. “Foi inesquecível!”.

Assim se poderia resumir os discursos e as vivências dos estudantes recém-formados pelo Campus São Paulo do Potengi do IFRN. Na noite da última sexta, 29 de abril, o Reitor do Instituto, numa cerimônia emocionada e festiva, conferiu a cada um dos 20 formandos, seus respectivos títulos, após os dois anos de Curso Técnico Subsequente em Edificações.
De várias cidades do Território do Potengi, com diversas e difíceis histórias de vida, o mesmo Instituto que recebeu os jovens que chegaram ainda em 2014 – bem no comecinho das atividades do IFRN em SPP – abriu sua porta para, nesta sexta, recepcionar seus primeiros concluintes. Sorrisos e lágrimas eram visíveis a todo instante. Pais, irmãos, namorados, sobrinhos, avós, amigos: todos quiseram estar presentes e assistir à cerimônia, comandada pelos cerimonialistas-estudantes Aroldo Pereira e Iasmin Ayla.
Com a presença de muitos dos trabalhadores do Campus – técnicos, docentes e contratados da empresa terceirizada –, toda a audiência pode se encantar com música e poesia, já na abertura, com o mini show de Louisy Cruz e Emerson ‘Tchê’, também alunos do IF/SPP.
Quando a solenidade formal começou, após a composição da mesa, foi o Professor Belchior Oliveira, ex-Reitor da Instituição e ‘pai’ da expansão das unidades do IFRN, quem apadrinhou a turma: como paraninfo, o Professor Belchior capitaneou a entrada dos estudantes no auditório do Campus SPP. 


Solenidade celebrou a conclusão de curso da turma de Edificações Subsequente.

Com lágrimas mal-contidas, a cerimônia seguiu à parte mais visual: após o juramento da profissão, um a um, os alunos/formandos foram sendo chamados a receberem seus canudos. Os tradicionais discursos saudaram o público e trouxeram mais emoção. Diretor do Campus, o Professor Ednaldo Pereira lembrou as dificuldades enfrentadas para a consolidação dos investimentos em educação Pública de qualidade, deixando um desabafo acerca das dificuldades que enfrenta o Brasil na atualidade. Como Paraninfo, Belchior lembrou, também, dos percalços que viveu para dar ao Instituto sua atual estrutura, de 21 Campi. Nas palavras do Orador da turma e do atual Reitor, o Professor Wyllys Tabosa, a exaltação aos esforços dos estudantes e um agradecimento à servidora Ana Márcia Melo de Carvalho, Diretora de Administração que se despede do Campus em breve, deram razão a muitos aplausos.
Ainda houve tempo para mais homenagens, com as comendas entregues a Belchior Oliveira, paraninfo escolhido pelos formandos; também se homenageou ao Professor Ricardo Marques, docente que deu nome à turma. Entre os estudantes, Lúcia Enedino recebeu a láurea de melhor aluna da turma.
Todo o desenrolar da cerimônia, que durou pouco mais de uma hora e meia, esteve sob os cuidados da equipe do InForMaNdo, coletivo de comunicação que, com a ajuda de voluntários, desempenhou as atividades de cerimonial, recepção e cobertura online­ da solenidade.
Muitas selfies, muitos flashes e muitas músicas marcaram o encerramento do evento, que movimentou o Campus São Paulo do Potengi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte até às 21h30.











































Nenhum comentário:

Postar um comentário